Pages

Saturday, January 21, 2012

EDUCAÇÃO E VALORES DE OUTRORA

«Tu tens-te tornado, ao mesmo tempo, demasiado vaidosa e pessoa importante, queridinha, e já é tempo de procurares corrigir esses defeitos. Tens qualidades e virtudes, mas não é preciso andar a chamar a atenção para elas, porque a vaidade estraga os  maiores talentos. Nunca há grande perigo de que o verdadeiro talento ou virtude passem despercebidos durante muito tempo, mas, mesmo no caso de tal acontecer, a consciência de ter essas qualidades e de as empregar devidamente deverá satisfazer a pessoa que as possui, e o grande encanto da sua força está na modéstia.
(...) é um rapaz muito distinto, não é verdade?
- É sim; teve uma educação excelente e dispõe de muito talento. há-de fazer-se um perfeito homem, se o mimo o não estragar (...)
- E não é vaidoso, pois não? (...)
- Nem um bocadinho! É isso que o torna assim tão atraente e faz com que nós gostemos tanto dele.
(...)É bonito ter-se educação, ser-se elegante, mas não o mostrar ou pavonear-se (...)
- Essas reconhecem-se e sentem-se sempre nas maneiras e na conversa da pessoa, se forem empregadas com a necessária modéstia; para isso não é preciso fazer ostentação delas. (...).
In , Luísa Alcott, Mulherzinhas

No comments: